quarta-feira, 3 de outubro de 2012

A evolução da ciência psicologia - Principais Pensadores (2)

Renascimento

"Lição de anatomia" - Rembrandt
Na transição para o capitalismo, como já dito antes, uma nova forma de organização econômica e social começa. É nesse período que René Descartes postula a separação entre a mente (alma) e o corpo. Este filósofo, um dos mais importantes para o avanço da ciência, afirma que o homem possui uma substância material e uma pensante, sendo o corpo desprovido de espírito apenas uma máquina. É através desse dualismo que se torna possível o estudo do corpo humano morto, possibilitando o avanço da Fisiologia e da Anatomia, contribuindo também para o progresso da própria ciência Psicologia. 


Psicologia Científica

O cada vez maior crescimento do capitalismo traduzia um grande desenvolvimento também para a Psicologia, enquanto base para a nova ordem social e econômica, como também dos problemas colocados por ela. Aqui o conhecimento torna-se independente da fé, com a racionalidade do homem sendo o norte para a construção destes. 

É nessa época que a Psicologia vai se desprendendo cada vez mais da Filosofia, à medida que seu status de ciência vai crescendo ao atrair novos estudiosos e pesquisadores. Eles começam a usar de metodologia para delimitar esse estudo, buscando
"... a neutralidade do conhecimento científico, os dados devem ser passíveis de comprovação, e o conhecimento deve ser cumulativo e servir de ponto de partida para outros experimentos e pesquisas na área". (Psicologias - Uma introdução ao estudo de Psicologia)

Surgem as primeiras abordagens em Psicologia, que deram origem às outras inúmeras teorias que existem atualmente, entre as quais vamos tratar aqui mais adiante.

William James
O Funcionalismo é considerado como a primeira sistematização americana de conhecimentos sobre essa ciência. Para essa escola de William James o que importava era responder "o que" os homens fazem e o "porquê" de o fazerem. Ele usa a consciência como centro dessas preocupações, buscando responder como ela funciona na medida em que o ser humano a utiliza para a sua adaptação.  

No Estruturalismo de Edward Titchener vemos a mesma preocupação com a consciência. Aqui, no entanto, o que será estudado é o aspecto estrutural, a consciência em seus estados mais elementares - como as estruturas do sistema nervoso central. Seu modo de observação é o introspeccionismo e seus conhecimentos psicológicos são produzidos a partir de laboratório. É importante ressaltar que ainda que tenha sido uma escola criada por Wundt, foi seu seguidor, Titchener quem usou esse termo pela primeira vez.

Edward L. Thorndike
Edward L. Thorndike é o principal representante do Associacionismo, sendo ele o formulador da primeira teoria de aprendizagem na Psicologia. O termo que define essa escola origina-se do entendimento que a aprendizagem vai ocorrer através de um processo de associação de ideias, das mais simples até as mais complexas. Ou seja, para aprender um conteúdo mais difícil é necessário primeiro que se aprendam as ideias mais simples. 

A partir disso foi formulada a Lei do Efeito que mais tarde serviria muito para a Psicologia Comportamentalista. Essa lei defendia que todo comportamento de um organismo vivo tende a se repetir ao recompensarmos essa atitude logo quando emitida, assim como não acontecerá se houver castigo após a ocorrência. 

Entramos a seguir na discussão sobre as Principais Teorias da Psicologia no século XX, as substitutas da Psicologia Científica. 


             

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário